Cinema e Psicanálise Vol. 8: A Tela do Feminino ao Feminismo

R$ 35,00
até 4x de R$ 8,75 sem juros
Comprar Estoque: Disponível
    • 1x de R$ 35,00 sem juros
    • 2x de R$ 17,50 sem juros
    • 3x de R$ 11,66 sem juros
    • 4x de R$ 8,75 sem juros
  • R$ 35,00 Boleto Bancário
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

Título: Cinema e Psicanálise Vol. 8: A Tela do Feminino ao Feminismo

Organizadores: Ana Lucília Rodrigues e Christian Ingo Lenz Dunker

Área: Psicologia / Movimentos / Psicanálise

ISBN: 9788554862251

Número de páginas: 126

Formato: 14 cm x 21 cm

Acabamento: Brochura

Lançamento: Setembro / 2019


Sinopse:

O feminismo, tanto no cinema quanto de maneira geral, tem como ponto de partida textos “protofeministas”, como O segundo sexo, de Simone de Beauvoir, no qual se encontra a célebre reflexão de que “não se nasce mulher”, mas sim se exercita constantemente o “ser mulher”, para “tornar-se mulher”.

As primeiras manifestações da onda feminista mostraram que o machismo cinematográfico, da mesma forma que o machismo do mundo real, é multiforme no que se refere à representação da mulher na grande tela, especialmente percebido pelos estereótipos “negativos” – virgens, putas, vamps, interesseiras, joguetes eróticos – que demonizavam ou transformavam as mulheres em objetos sexuais, alocadas no bordel de celuloide. A beleza do corpo feminino era empregada para interromper o andamento da narrativa, com close-ups dos quais emanava um poder mágico e erótico. Assim, o sujeito masculino era o condutor ativo da narrativa; e o feminino, um objeto passivo, uma mera passageira no mundo cinematográfico.

As teóricas feministas que se voltaram contra essa situação revisitaram a questão autoral, a partir de uma perspectiva feminista, na busca de uma linguagem cinematográfica capaz de expressar o “desejo feminino”, o que se materializou em produções de diretoras consagradas, como Agnès Varda, Naomi Kawase ou Chantal Akerman, entre outras que vão além da guerra dos sexos e das identidades de gênero.


Sobre os Organizadores:

Ana Lucilia Rodrigues, psicanalista, mestre em Psicologia Clínica. Membro da Associação Psicanalítica de Porto Alegre (APPOA) e do Laboratório de Teoria Social, Filosofia e Psicanálise (Latesfip/USP). Autora do livro “Pedro Almodóvar e a Feminilidade” e coautora do livro “Cinema – o divã e a tela”. Organizadora da Jornada Paulista de Psicanálise e Cinema. É também organizadora da “Coleção Cinema e Psicanálise” (volumes 1 ao 8, nVersos Editora).

Christian Ingo Lenz Dunker, psicanalista, professor livre-docente do Instituto de Psicologia da USP, analista membro da Escola do Fórum do Campo Lacaniano. Com Vladimir Safatle e Nelson da Silva Jr., coordena o Laboratório de Teoria Social, Filosofia e Psicanálise da USP (Latesfip). Em 2012, recebeu o Prêmio Jabuti de Literatura na categoria Psicologia e Psicanálise com a obra “Estrutura e constituição da psicanálise: uma arqueologia das práticas de cura, psicoterapia e tratamento” (Annablume Editora).

Produtos relacionados

R$ 35,00
até 4x de R$ 8,75 sem juros
Comprar Estoque: Disponível
Pague com
  • PagSeguro V2
Selos
  • Site Seguro

None - CNPJ: 10.797.141/0002-11 © Todos os direitos reservados. 2022

Aplicação e Desenvolvimento:

cnd