Cinema e Psicanálise Vol. 7: Cinema Pós-Colonial

R$ 35,00
até 4x de R$ 8,75 sem juros
Comprar Estoque: Disponível
    • 1x de R$ 35,00 sem juros
    • 2x de R$ 17,50 sem juros
    • 3x de R$ 11,66 sem juros
    • 4x de R$ 8,75 sem juros
  • R$ 35,00 Boleto Bancário
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

Título: Cinema e Psicanálise Vol. 7: Cinema Pós-Colonial

Organizadores: Ana Lucília Rodrigues e Christian Ingo Lenz Dunker

Área: Psicologia / Movimentos / Psicanálise

ISBN: 9788554862183

Formato: 14 cm x 21 cm

Número de páginas: 104

Acabamento: Brochura

Lançamento: 2019


Sinopse:

Esta coletânea explora criticamente o legado do colonialismo nas produções cinematográficas. Desnuda as ideologias de poder por trás das determinações identitárias – eu e outro, alteridade e diferença –; e também perscruta a concepção evolucionista que sustenta a ideia de civilização a ser exportada do centro para a periferia. O termo pós-colonialismo interpela a colonização como um processo global, fundamentalmente transnacional e transcultural, embaralhando as fronteiras de tempo e espaço entre as sociedades colonizadoras, notadamente eurocêntricas, e seus outros domesticados. O pós-colonialismo defende que as representações de si requerem um “exterior constitutivo” que, se submetido à dominação, questionam a economia autossuficiente e absolutamente soberana do colonizador – de influência mútua e de hibridização cultural –, na tentativa de restituir a dignidade da experiência em sentido amplo, da religião à sexualidade, da raça ao gênero, dos sujeitos postos à margem, naturalizados como inferiores. Os estudos pós-coloniais são transdisciplinares e absorvem as mais diversas áreas do conhecimento, da ética à estética, visando construir novos paradigmas de análise política e social à medida que desconstroem as imagens e narrativas imputadas ao outro “primitivo”. Na empreitada pós-colonial de desalienação histórica, dentre as produções culturais analisadas, o cinema, enquanto um dos principais discursos fundantes de nossa realidade, ganha cada vez mais destaque. A psicanálise fornece seus instrumentos para o exame da constituição subjetiva do colonizado, das consequências psíquicas do encontro com a dessemelhança do outro, assim como da intricada gramática de reconhecimento envolvida – nunca sem conflito. 

Rafael Kalaf Cossi, psicólogo e psicanalista, doutor pela Universidade de São Paulo.


Sobre os Organizadores:

Ana Lucilia Rodrigues, psicanalista, mestre em Psicologia Clínica. Membro da Associação Psicanalítica de Porto Alegre (APPOA) e do Laboratório de Teoria Social, Filosofia e Psicanálise (Latesfip/USP). Autora do livro “Pedro Almodóvar e a Feminilidade” e coautora do livro “Cinema – o divã e a tela”. Organizadora da Jornada Paulista de Psicanálise e Cinema. É também organizadora da “Coleção Cinema e Psicanálise” (volumes 1 ao 8, nVersos Editora).

Christian Ingo Lenz Dunker, psicanalista, professor livre-docente do Instituto de Psicologia da USP, analista membro da Escola do Fórum do Campo Lacaniano. Com Vladimir Safatle e Nelson da Silva Jr., coordena o Laboratório de Teoria Social, Filosofia e Psicanálise da USP (Latesfip). Em 2012, recebeu o Prêmio Jabuti de Literatura na categoria Psicologia e Psicanálise com a obra “Estrutura e constituição da psicanálise: uma arqueologia das práticas de cura, psicoterapia e tratamento” (Annablume Editora).

Produtos relacionados

R$ 35,00
até 4x de R$ 8,75 sem juros
Comprar Estoque: Disponível
Pague com
  • PagSeguro V2
Selos
  • Site Seguro

None - CNPJ: 10.797.141/0002-11 © Todos os direitos reservados. 2022

Aplicação e Desenvolvimento:

cnd